Internet lenta: 9 motivos que provocam instabilidade na rede

A internet lenta pode ser um grande problema, principalmente se você é um heavy user de rede ou, então, trabalha em casa e precisa deste serviço para conseguir realizar suas atividades. Muitas vezes, essa questão pode ser solucionada de forma simples, com medidas que você mesmo pode tomar.


Para isso, é importante observar os motivos que deixam a sua conexão instável e testar cada um deles para identificar qual é realmente o seu caso. Aproveite porque a seguir nós contaremos os principais pontos que devem ser analisados. Vamos lá!


1. Roteador mal posicionado

Uma das primeiras coisas a serem consideradas sobre internet lenta é a posição do roteador Wi-Fi em sua casa. Isso porque a transmissão do sinal ocorre por meio de ondas de radiofrequência, ou seja, há alguns pontos que podem causar interferências no processo de chegada do sinal em seus dispositivos.


Alguns dos principais erros encontrados são:

  • Barreiras físicas no caminho do roteador, principalmente paredes e móveis;

  • Roteador encontrado no primeiro andar quando falamos em casas e apartamentos que possuem mais de um pavimento;

  • Proximidade com aparelhos elétricos que emitem ondas eletromagnéticas (micro-ondas, telefone sem fio, babá eletrônica, entre outros) e interferem nas ondas de rádio emitidas pelo roteador.


2. Infraestrutura antiga

As conexões de internet avançaram significativamente ao longo dos anos. Passamos da internet discada para a banda larga, tecnologia via rádio até os planos de hipervelocidade da fibra óptica. Tendo disponibilidade de planos de altíssima velocidade, é importante observar se os dispositivos usados para esse tipo de navegação estão aptos e suportam todas essas mudanças.


Sempre que for possível, é importante atualizar os seus equipamentos para poder comportar as novas velocidades e planos. O mesmo vale quando falamos de infraestrutura de rede: se você opta por conexões em modelos mais antigos, o índice de falhas e manutenções é muito maior do que em padrões mais modernos, como fibra óptica, por exemplo.


Então você pode considerar trocar o seu plano, para que seja possível aproveitar o potencial máximo da tecnologia contratada.


3. Excesso de tráfego

Pense em uma estrada: se ela está livre, você consegue atingir a velocidade máxima permitida e chegar no seu destino mais rapidamente. Mas quando está congestionada, ou em obras, você precisa reduzir a velocidade e acaba demorando mais tempo para chegar aonde gostaria.


Isso funciona da mesma forma na sua conexão de rede. Se existem mais pessoas dentro da casa (como pai, mãe, irmãos, tios, entre outras pessoas da família) transmitindo e recebendo dados naquele momento, o seu pacote sendo enviado e recebido encontra um caminho congestionado, diminuindo a qualidade de conexão.


4. Vírus e malwares

Se você já considerou todas as dicas anteriores e ainda tem dificuldades em uma conexão de qualidade, pode ser que esteja passando por problemas devido à presença de vírus e malwares no computador.


Muitos trabalham com envio de conteúdos privados para cibercriminosos ou utilizam sua máquina como robô para ações como ataque de negação de serviço (DDoS), e isso interfere na velocidade e estabilidade da rede.


5. Plano inadequado

Mesmo com todas as variações, há um fator que deve sempre estar em sua mente: será que o seu plano contratado é adequado para suas necessidades? Não adianta, por exemplo, ter uma conexão de 15 Mbps se existe uma demanda para uma conexão mais ágil.


Muitas vezes a lentidão ocorre porque o plano escolhido não suporta a demanda gerada em sua residência. Lembre-se de que, constantemente, aumentamos o número de dispositivos conectados ao mesmo tempo (videogames, smartphones, TVs, aparelhos inteligentes, entre outros).


Ao contratar uma conexão de internet, é importante contar com uma empresa que seja consultiva, ou seja, que converse com você, entenda suas necessidades e faça o diagnóstico de consumo da sua residência. É importante escolher o plano mais adequado para a sua residência.


6. Espaço de cobertura muito amplo

Pessoas que moram em uma casa muito ampla tendem a perceber uma maior instabilidade da internet Wi-Fi, afirmando que a rede é muito instável. Porém, nesse caso, não há como culpar o equipamento, já que há um limite para seu alcance, mesmo em uma área aberta. Nesses casos, áreas próximas ao roteador terão o desempenho normal, mas algumas sempre vão ficar com menor cobertura.


A solução aqui é fazer a instalação de novos roteadores ou de um repetidor de sinal. O primeiro cria um novo ponto de acesso, o qual também recebe uma parte da cobertura da rede. O repetidor apenas recebe o sinal e o replica com mais força, aumentando seu alcance. Isso adiciona um pequeno atraso, mas garante uma rede mais estável em toda a casa sem ter que criar outro ponto de acesso.


7. Repetidor ou roteador com mau funcionamento

Em muitos casos, a principal causa de uma internet lenta não está na rede, mas sim no hardware utilizado. Considerando que o roteador e o repetidor são equipamentos fundamentais para garantir a qualidade do sinal, qualquer problema de funcionamento neles pode ocasionar uma queda de performance em sua conexão.


Infelizmente, esse é um problema mais difícil de reconhecer pelo usuário. O sinal mais claro seria você conseguir acessar a rede via cabo, mas não pelo Wi-Fi. Nesse caso, a solução seria trocar o seu roteador ou repetidor de sinal por um modelo mais recente e em melhores condições.


8. Sistema operacional desatualizado

O Sistema Operacional é como se fosse o “cérebro” do seu computador ou aparelho móvel. É a partir dele que partem todas as ordens para os aplicativos e para sua rede, sendo o fundamento a partir do qual todos os programas funcionam. Por isso que diferentes Sistemas Operacionais, como PC, Mac e Linux, possuem funcionalidades tão diferentes.


Novas redes, roteadores e aplicativos são desenvolvidos pensando nas versões mais recentes desses Sistemas Operacionais, pois estes são os mais utilizados no mercado. Sendo assim, um computador ou celular desatualizado tende a ter mais problemas de compatibilidade, o que leva a mais erros e maior lentidão no processamento de dados.


A solução, felizmente, é bem simples: busque a versão mais recente disponível do Sistema Operacional que você usa. Depois de instalada você verá uma diferença notável na velocidade da internet.


9. Problemas com o provedor

No fim das contas, nenhum ajuste que você realizar será suficiente se o provedor de internet tiver algum problema. Isso é mais comum quando há algum defeito no cabeamento da rede, quando ocorre um acidente, em dias de chuva forte ou durante uma manutenção de rotina. Isso faz com que, por um tempo, você fique sem acesso à sua rede.


Se esse for o problema, então qualquer outra solução não vai ter efeito. Sendo assim, você deve ligar para seu provedor e confirmar se há algum problema na rede. Se for o caso, o melhor a fazer é esperar até que os técnicos da empresa façam as reparações necessárias.

É fundamental compreender os motivos que provocam uma internet lenta em sua casa.


Observe, também, situações que acontecem rotineiramente e não são culpa do provedor, por exemplo:

  • Chuvas e ventos forte que ocasionam queda de postes e rompimento da fibra;

  • Troca de postes pelas concessionárias de energia elétrica;

  • Queimadas na beira das estradas;

  • Acidentes de trânsito que ocasionam queda de postes;

  • Entre outros.


Tenha em mente que considerar os itens que descrevemos é muito importante para tomar a melhor decisão e definir se é hora de mudar o seu plano. Temos certeza de que, com as informações corretas, você poderá aproveitar ainda mais a sua internet.


Gostou do texto?


Então siga nossos perfis no Facebook e no Instagram e tenha acesso a mais conteúdos. Conheça, também, os nossos canais de atendimento Amigo: 0800 645 4200 (ligação e Whatsapp), além do nosso site.