Afinal, o que é Wi-Fi 6? Saiba tudo sobre o novo padrão de rede sem fio

As tecnologias estão constantemente sendo aprimoradas para trazer novas possibilidades e garantir rotinas cada vez mais produtivas, tanto na vida profissional quanto pessoal. E uma das grandes revoluções que estão vindo é o Wi-Fi 6.


Sim, você sabia que o nosso padrão de rede wireless está mudando? Essa nova geração promete trazer melhores resultados para nossas conexões e proporcionar experiências incríveis, ainda mais em um mundo no qual a conectividade é cada vez mais importante.


O Wi-Fi 6 vai mudar a sua vida. Confira mais detalhes sobre essa nova tecnologia e tire suas dúvidas sobre o tema.


O que é o Wi-Fi 6?


O Wi-Fi 6 é um novo padrão de conexão, que está alinhado com os modelos mais recentes do mundo atual. Afinal, cada vez mais estamos com novos aparelhos conectados de forma simultânea e com a necessidade de não ter perda de velocidade em nenhum dos dispositivos.


Assim, o Wi-Fi 6 é um nome mais simples para a conexão com o padrão 802.11ax, realizada de múltiplos dispositivos, de forma mais eficiente, inteligente e ágil em comparação com o modelo atual, agora denominado de Wi-Fi 5 (padrão 802.11ac). Este, ainda, não é tão popularizado, já que, até mesmo, poucos dispositivos móveis possuam compatibilidade para Wi-Fi 5 Ghz.


Contudo, é importante deixar claro: nós ainda estamos passando pelas mudanças e adaptações para entregar o padrão Wi-Fi 6. Mas ainda assim, você deve ficar atento para as potencialidades que essa mudança pode trazer para os próximos anos.


Quais as diferenças em relação aos padrões anteriores?


O padrão vigente atual (802.11ac, ou Wi-Fi 5) tem algumas diferenças significativas em comparação com o novo padrão.


Estão entre elas:

● a atual geração alcança até 3,5 Gbps, enquanto o novo pode alcançar até 9,6 Gbps;


● o Wi-Fi 6 funciona de forma dual band (2,4 GHz e 5GHz).


Quais as vantagens do Wi-Fi 6?


Algumas das principais vantagens na adoção do Wi-Fi 6, com a nova geração de conexão sem fio, são:

velocidade: as velocidades de transferência podem alcançar 10 a 12 gigabits por segundo, para troca de informações em dispositivos próximos. Isso representa um aumento entre 30% e 40% em comparação com o desempenho do Wi-Fi 5;


menor interferência: muitos aparelhos podem interferir na transmissão de dados por ondas de rádio, algo muito comum, principalmente, para quem mora em condomínios, onde há um alto número de aparelhos funcionando simultaneamente e interferindo entre eles. No padrão do Wi-Fi 6, os roteadores virão com uma assinatura chamada BSS Color, auxiliando a diminuir essa interferência;


maior número de dispositivos conectados: nesse modelo, é possível ter um maior número de aparelhos conectados sem perda de velocidade. Isso está alinhado, principalmente, com a adesão à Internet das Coisas e Smart Houses, minimizando os possíveis gargalos;


economia de energia: o novo padrão não gera necessidade de consumo de maior energia, gerando justamente o oposto: os aparelhos são mais econômicos do que os modelos anteriores;


maior segurança: o Wi-Fi 6 oferece suporte à criptografia WPA3, mais moderna do que a WPA2 que é implementada atualmente, oferecendo maior suporte e proteção contra ataques de força bruta.


Assim, o Wi-Fi 6 vai trazer uma série de benefícios e questões importantes para melhorar a sua conectividade em casa. Por isso, fique atento e implemente as mudanças quando possível!


Mas, enquanto ele ainda não chega a sua residência, confira algumas dicas imperdíveis sobre como melhorar a sua conexão Wi-Fi em nosso artigo