9 Principais termos da web que você não pode deixar de conhecer

Hack, bug, HTML, spam: você está por dentro dos principais termos da web? O ambiente digital pode ser considerado um mundo à parte com expressões bem particulares. Como a internet é uma ferramenta extremamente dinâmica, as mudanças ocorrem a todo momento.

Então, é comum nos sentirmos confusos com tantos conceitos e palavras que surgem a uma velocidade espantosa e tomam conta da rede. Conhecer bem cada uma delas facilitará o seu dia a dia e, ainda, trará mais segurança online para você e sua família.


Por esse motivo, listamos e explicamos os 9 termos mais utilizados na internet.


Acompanhe!


1. Spam:


Sabe aquela infinidade de e-mails chatos e não solicitados que você recebe? Isso é spam, ou seja, e-mails indesejados que normalmente têm apenas propaganda. No entanto, em alguns casos, pode ter a presença de vírus. Por isso é sempre bom ter cuidado.


2. Bug:


É um problema no código do software que faz com que ele não funcione corretamente. Então, quando dizemos que um “aplicativo está bugado”, queremos dizer que ele apresenta defeitos ou falhas.


3. HTML:


HTML é a sigla para HyperText Markup Language, ou Linguagem de Marcação de Hipertexto. É a linguagem básica utilizada para a construção de sites na internet.


4. Phishing:


O termo vem do inglês e significa “pescar”. Assim como ocorre na pesca, os criminosos que praticam o phishing lançam iscas virtuais para que os usuários sejam enganados e forneçam informações confidenciais, como nomes de usuários, senhas, dados para transações bancárias, entre outras.


Essas iscas podem ser e-mails, SMS, mensagens nas redes sociais ou aplicativos de mensagens. Junto ao texto, um link é enviado para baixar um anexo ou visitar determinado site. No momento em que o usuário clica, as informações são coletadas.


5. Hack:


Esse é um dos principais termos da web que geralmente causam uma certa confusão. Hack é o ato de programar ou modificar algum recurso de um software. Assim, hacker é o indivíduo que constrói os programas ou realiza as alterações.


No entanto, muitos de nós associamos o termo somente ao lado negativo, que é o de invadir softwares para acessar dados não autorizados, o que caracteriza crime cibernético.


6. Malware:


É todo software, isto é, todo programa ou aplicativo desenvolvido especificamente para infestar ou computadores, tablets, smartphones e outros dispositivos conectados à internet para causar algum mal, como roubo de dados ou controle de outros programas.


7. Spyware:


É um dos tipos de malware, classificado como programa espião que é instalado em computadores ou celulares sem o conhecimento nem consentimento do usuário. Assim que são instalados, conseguem monitorar todas as atividades online, desde histórico de pesquisas até a digitação de dados bancários.


8. Ransomware:


Também é um tipo de malware. Ele impede que os usuários de um sistema acessem seus arquivos pessoais e exige o pagamento de resgate para que recuperem o acesso. Sendo assim, é bastante comum que empresas sejam os maiores alvos.


9. Scareware:


Outro tipo de software malicioso. Ele funciona por meio de avisos em site, indicando que há um vírus ou outro problema no computador, ou dispositivo do usuário. Assim, tenta convencer o usuário a fazer o download de um programa de proteção, que, na verdade, se trata de um malware.


Agora que você conheceu os principais termos da web, certamente ficará mais fácil navegar com segurança. Além disso, vale a pena pesquisar sempre que surgir alguma expressão nova. Assim, você estará por dentro do que rola na rede.


Que tal saber mais? Aproveite a visita no blog e confira o guia completo para segurança da informação em pequenos negócios!